Laser

O  Laser é uma procedimento muito utilizado em Medicina Estética. Consiste na utilização de um dispositivo capaz de produzir um «efeito térmico» que desencadeia uma determinada reacção nos tecidos do corpo.  Existem diferentes tecnologias e tipos de laser, cada um com diferentes vantagens e características.

Os Lasers fracionados não ablativos foram desenvolvidos para rejuvenescimento cutâneo, sem os inconvenientes e o pós-operatório do laser de CO2. O princípio do laser fracionado é poupar áreas de pele sãs entre as áreas tratadas, facilitando e promovendo uma cicatrização mais rápida a partir das áreas poupadas.

A energia que é emitida pelo Laser, além de agir diretamente sobre áreas de pele envelhecida, propaga-se lateralmente, levando ao aquecimento das camadas mais profundas da pele em volta, sendo um estímulo na produção, remodelação e contração do colágenio, bem como no aumento da densidade das fibras elásticas. Como resultado, obtém-se a melhoria da elasticidade, resistência e firmeza da pele, despigmentação com redução significativa das manchas, diminuição da flacidez, suavização da textura, alisamento da pele e evidente efeito “lifting”.

O resurfacing fracionado não ablativo apresenta bons resultados no tratamento de rugas finas a moderadas e outros sinais do fotoenvelhecimento cutâneo. Outras indicações são cicatrizes atróficas, cicatrizes de acne e cicatrizes cirúrgicas. Existem relatos da eficácia da utilização deste tipo de Laser no melasma, sendo o único Laser aprovado pela FDA para o seu tratamento.

As grandes vantagens são a velocidade de recuperação e o menor desconforto durante o procedimento, que pode ser realizado só com um creme anestésico.

São preconizadas 3 a 4 sessões, os resultados aparecem progressivamente a cada aplicação e a pele continua a melhorar até 6 meses após a última sessão.