10 Dicas para o tratamento de Acne

April 9, 2018

 

 

A Acne Vulgar é um distúrbio cutâneo muito comum na adolescência, mas que, em alguns casos, se pode prolongar até a idade adulta. O aparecimento da acne depende da predisposição genética de cada pessoa, do aumento da produção de sebo e da presença de bactérias que vivem normalmente sobre a pele.

A acne não se manifesta de igual forma em todas as pessoas. Podem existir apenas imperfeições retencionais, conhecidas por comedões abertos e fechados ou também imperfeições inflamatórias, como pápulas e pústulas.

Embora não sendo grave, a acne apresenta um impacto psicológico importante, dada a idade dos jovens afetados. Esse impacto é, de um modo geral, de curto prazo mas deve ser acompanhado pois existe o risco de se tornar grave, acompanhando-se de diminuição da autoestima que pode conduzir ao afastamento social ou à depressão.

Existe o mito de que não vale a pena tratar a acne e de que ela deve seguir o seu curso! Esse mito não corresponde à realidade porque, sem tratamento, muitos casos de acne irão apresentar uma evolução desfavorável com risco de lesões permanentes. Por outro lado, o tratamento é com frequência muito eficaz e permite uma melhoria da autoestima.

Se não tratada, a acne pode dar origem a cicatrizes inestéticas ou mesmo desfigurantes, as quais são, por si próprias, difíceis de tratar. Essa evolução será tanto mais rara quanto mais precoce for o início do tratamento.

O tratamento da acne baseia-se na redução na produção de gordura, na aceleração da renovação das células da pele e no controlo da infeção.  

O tratamento para cada caso de acne deverá ser decidido pelo médico dermatologista. Muitos dos medicamentos disponíveis podem apresentar efeitos secundários e, por isso, é importante definir o tratamento mais adequado a cada caso.

Por esta razão, gostaria de lhe dar 10 dicas em relação ao tratamento da acne:

  1. Tenha uma boa higiene de vida diária do ponto de vista alimentar (refeições variadas e com horários regu­lares)e de descanso (horas de sono suficientes) e tente controlar, tanto quanto possível, os níveis de ansiedade.

  2. Use cosméticos e bases faciais testadas dermatologicamente e com a expres­sa menção oil-free.

  3. Lave o rosto 2 vezes por dia com um gel apropriado, nomeadamente com agentes anti-irritantes, não-oclusivos e seborreguladores.

  4.  Os cremes com peróxido de benzoílo e derivados de vitamina A são os mais eficazes no tratamento de formas de acne leve e impedem a sua recorrência.

  5. Os antibióticos orais podem ajudar no controle de formas de acne leve a moderadas em combinação com produtos de aplicação tópica.

  6. A isotretinoína oral em doses baixas é o “tratamento estrela” da acne.

  7. Por vezes existe a necessidade de se efetuar mais de um ciclo de isotretinoína oral para obter a cura final.

  8. Tratamentos com laser e certos peelings químicos são úteis para certos casos resistentes de acne.

  9. Em muitos casos, contraceptivos orais (p.e. ciproterona) ajudam a controlar a acne em mulheres jovens.

  10. As cicatrizes de acne melhoram muito combinando laser ablativo com injeções de ácido hialurónico.

Em resumo, se tem acne, vá ao seu dermatologista. Embora não haja nada revolucionário que tenha aparecido nos últimos anos em relação ao seu tratamento, o uso combinado e prudente de diferentes técnicas e fármacos traduz-se numa taxa de cura de cerca de 95% dos casos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload